Godoy - EP Estocolmo


Remove

Setlist

1. Mais Um Dia
2. Refém Do Meu Destino
3. Animal
4. Mandaram Matar o Bom Senso
5. Contar Até Três

Escute

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Download

#VR5 - Godoy - EP Estocolmo
5 faixas
Lançamento: 23/12/2014
Clique na capa para baixar EP+Encarte


Release

Repetindo a parceria feita em seu primeiro trabalho, "Vinho Tinto", de 2012, a banda Godoy, de Balneário Camboriú, escolheu o selo virtual Válvula Rock Discos para lançar seu segundo EP. "Estocolmo" traz cinco faixas de hardcore melódico refinado, algo já esperado quando se fala de um trio montado por nomes experientes do cenário musical da região.

Gravado em 2014 no Silver Tape Studio, o EP foi co-produzido por Gabriel Reinert e Godoy, que é formada por Marcio Rocha (voz e baixo), Fauser Lazzaris (guitarra) Rodrigo Pilatti (bateria e voz). A novidade desta vez é que projeto conta com o apoio Lei de Incentivo à Cultura (LIC), da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú e Fundação Cultural da cidade, aprovado em 2013.

Sobre a temática do EP

Sentir afinidade afetiva com o quem ou que agride, permeia boa parte das relações humanas. É só olhar em volta e reparar com situações de violência familiar onde o agredido divide o sentimento de amor com o agressor, assédio sexual ou moral nas empresas onde as vítimas se sentem culpadas e concordam com as insinuações dos agressores, e ultimamente em larga escala uma nação que sai às ruas para protestar contra uma situação que no ano seguinte tem sua aceitação reafirmada nas urnas.

A Síndrome de Estocolmo é o nome que se deu a este estado psicológico, estudado pelos criminalistas, analisando principalmente casos de assaltos e sequestros, mas desde sempre ilustrados na literatura e cinema, como "A Bela e A Fera", "Jogos Mortais", entre outros. Algumas canções de grandes artistas já falaram sobre o tema, cada um com seu ponto de vista.

Em seu segundo trabalho, a Godoy reuniu 5 canções de autoria própria, cujas inspirações se conectam em vários aspectos ao que a teoria da Síndrome de Estocolmo tenta explicar, culminando com a menção em "Refém do Meu Destino": "mas em Estocolmo... eu estou feliz". Nesta faixa o personagem dialoga entre seu suposto sequestrador e sua própria mente, que está dividida entre o "conforto" do cativeiro e os "perigos" de estar livre.

Na música "Mais Um Dia", o personagem se mostra mais consciente de sua condição de "agredido", e propõe a si mesmo uma ruptura a este estado. Já "Animal" simboliza a vontade de se livrar dos impulsos que transformam o personagem em seu próprio agressor.

Em "Mandaram Matar o Bom Senso" surge uma reflexão sobre falta de consciência com que se é vivida a vida, sobre os valores que são promovidos por quem oprime uma sociedade, e que são aceitos e defendidos pelos que são impostos a viver desta maneira, sem sequer se questionar sua legitimidade.

Por fim, em "Contar Até Três", a banda questiona de que lado o ouvinte está: do lado de quem se aceita oprimido e defendendo sua condição, ou do lado dos que pretendem trilhar seu caminho de acordo com seus princípios. Como no discurso de um refém para convencer seus colegas a buscarem a fuga do cativeiro.

A Godoy espera que "Estocolmo" seja um instrumento de inspiração e transformação nas vidas das pessoas, e/ou apenas um bom motivo para ouvir rock em alto volume.

 


Foto/Divulgação

Clique na imagem para baixá-la em alta resolução.

Apoio

Links